Câmara abre a terceira Comissão Processante

Câmara abre a terceira Comissão Processante

Os vereadores da Câmara Municipal de Biritiba Mirim aprovaram na última sessão a criação da Comissão Processante para averiguar supostas irregularidades do vereador Luis Carlos dos Passos.

No decorrer da Sessão Ordinária do dia  (22/10), o vereador Marcelo Batista de Miranda Melo fez a leitura em plenário solicitando a instauração da Comissão Processante para apurar falha gravíssima do vereador Luis Carlos dos Passos pela prática de conduta imoral, ilegal e ilícita por cometer infração política administrativa.

Marcelo esclareceu que no dia (15/10), um pouco antes do início da sessão ordinária recebeu um envelope das mãos de um motoboy que o procurou na Câmara Municipal.

“Após o recebimento do envelope pude constatar que dentro tinha um pen drive, em seguida fui para o meu gabinete, para ver o que havia dentro desta mídia. As imagens do vídeo são claras, sendo que aparece o vereador Luis Passos recebendo dinheiro das mãos do ex-prefeito Jarbas Ezequiel de Aguiar. Em seguida fiz a entrega deste pen drive a secretaria da câmara protocolando sobre o numero 773/18”  indignei-me com o que vi descreveu Marcelo.

Após a leitura pedido do vereador Marcelo, e da apresentação do vídeo para os demais vereadores no plenária, o presidente da câmara Lourival Bispo de Matos colocou em votação o pedido do vereador Marcelo, para instauração de uma Comissão Processante, sendo aprovado unanimemente pelos vereadores presentes.

Esta Comissão Processante ficou composta pelos vereadores Jorge Mishima como presidente, Robério de Almeida Silva  relator e Sérgio de Paula Franco como membro.

Em plenário os vereadores também votaram pela rejeição do pedido do vereador Luis Passos que pedia o afastamento por 45 dias.

Os vereadores Eduardo Melo, José Rodrigues Lares, Luis Carlos dos Passos e Paulo Rogério dos Santos não participaram desta sessão.