Crise Hídrica pode ser ainda pior do que se mostra

marcelo resolução

” Minha preocupação é o que vai acontecer com a economia da região do Alto Tietê” afirmou Marcelo.

É o que afirma os vereadores Marcelo Batista de Miranda Melo (PR), José Pereira da Silva Neto (PRP) e José Rodrigues Lares (PV), que estiveram participando no último dia 20 de agosto, da audiência pública da Crise Hídrica.
O evento foi realizado na sede do Ministério Público do Estado de São Paulo que também organizou e convocou esta audiência, juntamente com os Ministério Público Federal, Ministério Público de Contas do Estado de São Paulo, Ministério Público do Trabalho e a Defensoria Pública do Estado de São Paulo.
A finalidade desta audiência pública é a produção de prova acerca de seu alcance e dos prejuízos provocados a população paulista, ambiental e de acesso á água potável e ao esgotamento sanitário.
Diante do que estava sendo apresentado o vereador Marcelo Batista de Miranda Melo (PR), pediu na sessão ordinária de 24 de agosto do corrente, a instauração de uma Comissão Especial da Crise Hídrica, sendo composta pelos vereadores com intuito de intermediar e esclarecer sobre as condições para os agricultores e comerciantes posam tomar conhecimento do que esta sendo feito pelos órgãos fiscalizadores, e nós vereadores unirmos junto aos deputados estaduais para nos ajudarem a encontrar uma alternativa .
“ Não acho justo que os agricultores de Biritiba Mirim, Salesópolis e Mogi das Cruzes, sejam penalizados por uma falha do governo estadual no gerenciamento da falta de água sendo que esta crise já estava sendo apontada desde a década de 80, e nada foi feito” defendeu Marcelo Batista.

IMG_8029

IMG_8021